Florals and fears

Ainda recordo a primeira vez que usei as minhas novas calças de motivos florais que estão super na moda. Sentia-me muito deslocada porque habitualmente sou dada a um estilo mais discreto, de tons escuros.

Mas, de facto, só custou no primeiro dia. O truque é saber conjugar bem as calças com um top que tenha uma das cores do padrão e que faça bom contraste.

E foi assim que ultrapassei mais este bloqueio e agora uso estas calças com toda a normalidade.

Partilho esta história porque me lembro de que a novidade por vezes cria-nos um bloqueio na acção. Ficamos com que paralisados sem saber como fazer para agir, em que direcção seguir, etc. Mas o facto é que se nos atirarmos para a frente, sabendo que estamos certos do caminho, sem pensar demasiado, as aprendizagens que retiramos do processo serão muito mais eficazes.

Eu tenho aprendido muito quando escolho o que está certo sem pensar 30 vezes no que estou a fazer. E assim, tenho sido muito mais feliz! 🙂

images

Anúncios

Sunrise

Um nascer do sol é como o despontar de boas ideias. Traz a novidade, oportunidades novas. Quando se está a contra relógio para sair de casa de manhã, boas ideias precisam-se, para poupar tempo a escolher um coordenado para usar nesse dia.

Há quem use o truque de preparar a roupa de véspera, para poupar tempo, mas comigo não funciona, porque chego à manhã seguinte e, muitas vezes, mudo de ideias. Assim sendo, porque acabo por demorar o mesmo tempo, prefiro gastá-lo pela manhã e aproveito a véspera para fazer outras coisas. E agora que estou tão empenhada na mudança, todos os minutos têm de ser bem contados.

No final desta jornada, celebraremos em conjunto!  🙂

nascer-do-sol

Facelift

De cara lavada, é a expressão que me ocorre quando me olho para o ambiente geral do blog. As mudanças podem assustar por antecipação, mas são boas quando já as estamos a viver, pois alteram as nossas rotinas e abrem-nos outras perspectivas sobre a vida e o meio envolvente.

Assim sendo, na sequência do caminha de mudança que comecei recentemente e que chamei projecto #Breakonthrough, pareceu-me oportuno refrescar o blog.

Nesta altura também é bom arrumar ideias, prateleiras, armários, deitar fora o que não interessa, abrir espaço para o novo. O Feng Shui insiste neste aspecto: limpeza geral dos espaços. Eu considero como espaço aquilo que nós quisermos (a casa, o nosso interior, a profissão, etc).

Tal como lavamos a roupa, a cara, as janelas, também a lavagem interior é excelente para nos dar ânimo e boa disposição. E uma lavagem geral, melhor ainda.

11454502-Mujer-joven-lavando-la-cara-bajo-el-chorro-de-agua-fondo-azul-Foto-de-archivo

Project #breakonthrough

E foi depois de uma semana intensa, confusa, cansativa e quase desesperante que tive uma epifania, que já vos referi anteriormente.

Não sou uma pessoa muito disciplinada a nível pessoal. Envolvo-me em coisas que deixo facilmente a meio, porque perco o interesse, ou descubro algo mais aliciante que me suscita a curiosidade. No entanto, desde que iniciei as minhas aulas de Yoga, estabeleci metas: fazer módulos de 30 dias. Já finalizei o primeiro e estou bem encaminhada com o segundo.

Se adoro? Não, nem tanto… Há dias que saiu de lá descontraída e relaxada; mas há outros dias em que me sinto meio fora da aula, os exercícios não me agradam, são cansativos e demasiado puxados para a minha condição física actual (deixo nota que não fazia exercício pelo menos há 15 anos). Nesses dias pergnto-me o que ando ali a fazer? E então avalio os benefícios que o Yoga trouxe à minha vida até agora, sendo um deles esta ansia de terminar alguma coisa que comecei, por isso desistir agora, nem por sombras. Mas estou a procurar soluções que me ajudem a manter a constância.

Mas isto tudo para dizer que, com todas estas ocorrências, consigo ter a cabeça mais leve para pensar e conclui que está na altura de arregaçar as mangas e partir para a acção.

E foi assim, e ao som dos The Doors, que surgiu esta ideia do Projecto #breakontrough.

Do que consta? Muito simples. Serão 9 meses de trabalho intensivo e concreto para operar a mudança. Criei um mapa em que avalio diariamente as conquistas. Até agora já fiz algumas e muito importantes nesta fase.

Pode parecer que uma avaliação diária é muito cansativo, mas foi a maneira que encontrei de me obrigar a criar disciplina para, no meio do cansaço e da falta de tempo e de outros recursos, consiguir rentabilizar o que tenho disponível.

Verifico que tenho muitos recursos e talentos que posso utilizar, para além de amigos incríveis que me têm dado imenso apoio e alguma crítica construtiva que, afinal, também faz parte.

O projecto deve estar terminado em Junho. Passadas 2 semanas a avaliação é positiva: 14 dias a partir pedra e 2 de procrastinação. Como é o início, o entusiasmo está em alta, pelo que não fico surpreendida com este resultado. Vamos ver como as coisas se desenrolam daqui para a frente. Mas estou optimista. Se conseguir esta meta, será a mais importante de toda a minha vida até ao momento! Ora digam lá que não vale a pena!?!?!?!

 

Eureka!

E foi no meio do caos e de algum desespero que de repente tive uma epifania!
Eureka!

É verdade, quando menos esperava, no caminho levantou-se mais uma cortina e aquilo que poderá vir a ser um grande problema, começou, para já, por se tornar numa excelente oportunidade.

Tenho andado desencontrada com as oportunidades. Ou elas não aparecem quando eu estou, ou quando eu não estou elas passam discretamente. E quando é assim, ou se está muito atento e preparado para as agarras, ou é o “fim da picada”.

Bom, não sei se estou preparada, mas para já vou usufruir da adrenalina do efeito surpresa para andar um pouco mais rápido no caminho. Já faz tempo que ando a divagar pela berma e que, por motivos diversos, não consigo passar daí. Precisava de um pouco de pressão, para ver se estabelecia metas várias até chegar ao objectivo final.

A ver se é desta. Estão comigo? Espero, porque vou precisar de todo o apoio!  🙂

f57f630f1da227193731dd14a97123ae.jpg

‘Cause I’m happy…

Segundo o Feng Shui, a limpeza da casa é uma forma de energizar o ambiente. A verdade é que quando se vive num ambiente limpo e arrumado sentimo-nos melhor, mais alegres e mais animados. Somos mais felizes!

Eu iria ainda mais longe. Uma limpeza exterior deve vir acompanhada de uma limpeza interior. Ou seja, se limpamos a casa, se deitamos fora o que está velho, se doamos o que já não usamos, se limpamos o pó para retirar da casa o que está a mais, porque não deitar fora os nossos ressentimentos, mágoas, injustiças, desilusões, etc?

Faz sentido? Eu acho que sim, por isso partilho convosco que tenho vivido esta experiência e sinto-me mais leve e mais disponível para abraçar o que a vida me tem para dar de bom e ando mais feliz! Aconselho a experimentarem.

tenor

 

Bye-bye summer time

Esta é uma altura do ano engraçada e que eu gosto particularmente. O fim do Verão, com dias ainda quentinhos, mas as manhãs e tardes já fresquinhas. O sol já se põe mais cedo e o amanhecer já acontece mais tarde.

É a época ideal para usar blusões, gabardinas e capas. Ou para quem gosta, usar cardigans por cima de uma blusa de manga curta. Vamos retirar estas peças do armário e trazê-las à rua, porque quando o frio for intenso, então teremos de substituir as mangas curtas pelas camisolas quentinhas e, nesse caso, os blusões e as gabardinas serão substituídos por peças mais sofisticadas para o frio.

E para dar um passeio ao fim da tarde à beira mar, já sabe bem um agasalho para dar algum conforto enquanto o sol desaparece na linha do horizonte…!

Apresentação1