Perfect, anyone?

Tudo o que é demasiado bonito ou perfeito soa estranho… Não acham? Eu penso que é bom caminhar para desenvolver a inteligência, ter um corpo saudável, melhorar aspectos na nossa imagem que gostamos menos, ser competitivos no trabalho… Mas a quem sai tudo bem… hummm, há qualquer coisa que não bate certo.

Penso que a perfeição deve ser um objectivo. Todos conseguimos superar-nos a cada experiência. Mas, claro está, para isso é preciso saber errar e aprender com os erros. Parece um cliché, dito assim. Mas a verdade é que a sociedade continua a exigir pessoas já perfeitas.

Veja-se numa entrevista de emprego: é preciso ter experiência (mas não muita), disponibilidade imediata (mas desconfia-se há quanto tempo no desemprego?), ter competências (mas apenas as necessárias para não pagar muito). UFF!

Já viram? Assim fica difícil. Bem que seria mais eficaz se o mundo laboral estivesse organizado de uma outra forma. Só não me perguntem qual, mas gostaria que fosse mais justa e que admitisse pessoas humanas! Não gostariam também? 🙂

Presentation1

Anúncios

2 thoughts on “Perfect, anyone?

  1. Acho que está tudo muito mal estruturado no mundo laboral. Querem “miúdos” com experiência de 30 anos e afins, mas esquecem-se que, mesmo sem experiência, muitos destes jovens mostram-se tão ou mais competentes do que aqueles que já têm anos e anos de experiência. Acho que o grande problema está na mentalidade de quem emprega 😉

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s