Quando dói, dói

O ciclo da dor é engraçado de observar.

Tudo começa com um problema que nos desperta para um estado emocional em que há um efeito surpresa, o orgulho ferido, a noção de injustiça, algum desdém, riso contido contra o outro e novamente a dor inicial, agora um pouco mais arrefecida.

Faz sentido? Penso que muitos se conseguem rever nesta breve descrição. E é por o conseguirem fazer que já são vencedores! Quando ainda se encontram na fase de pensar “não sabes do que falas” é porque ainda estão demasiado feridos para olhar o problema com uma perspectiva mais distanciada e realista.

Mas alegrem-se, porque este ciclo tem um fim, a dor termina em algum momento (habitualmente quando deixamos de pensar nela).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s