A história de Victor Hugo

[Na sala de espera de um consultório médico]

» Oh Victor Hugo (VH), larga lá o telemóvel ou vai para outro sítio, que isso incomoda

[O VH mudou de lugar; momentos depois]

» Oh VH, não queres voltar para aqui?

[O VH regressou]

» E se fosses buscar o jornal? Não é melhor que estares agarrados ao telefone? Ai as minhas costas. Só quem não passa por isto é que não sabe.

[O VH entretanto levantou-se para ir buscar o jornal e…]

» Olha lá, não tiras o carro da garagem?

[O VH já tinha saído. Depois da senhora regressar do tratamento…]

» Então estás melhor?

» E tu pensas que é assim? Estas coisas não é assim!

[Esta frase foi acompanhada pelo estalar de dos do ar. O VH entretanto cruzou olhares comigo, já quase a deitar fumo pelas orelhas, olhos, cabelos…]

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s